Museu d’orsay

No paicnic de sábado e durante o OuiShare falamos bastante sobre “story telling”. Concordei com alguns dos brasileiros que afirmaram que contar uma história é a melhor maneira de sensibilizar alguém (seja para uma marca, seja para uma causa).

Ai hoje decido ir ao museu d’orsay. Andando pelos corredores dos impressionistas encontro vários quadros de Monet, dentre eles as pontes e os jardins de Giverny. Na mesma hora acessei um lugar de nostalgia na minha cabeça, como se eu tivesse brincado na minha infância naquele jardim.

Lembrei no livro da Linéia no jardim do Monet, da boneca Linéia que tem lá em casa, de um trabalho que fiz na escola para o dia dos pais sobre o Monet, das atividades no tear… Lembrei que tinha planejado ir a Giverny, mas que a vida e os acontecimentos acabaram fazendo com que eu deixasse para uma próxima vinda a Paris.

Pensei também na minha mãe, tão fã dos impressionistas, que não me deixou ver Chaves ou Xuxa, mas me mostrou essas coisas tão lindas.

Fiquei emocionada e senti que as coisas não acontecem por acaso… Talvez essa viagem para Giverny eu precise de uma cia especifica.

Vamos, mãe?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s